Sou gordinha sim.

Paulinha Pereira
Sou gordinha sim.
Tenho curvas sou jeitosa.
Sou mulher igual as outras.
Sei provocar pois sou gostosa.
 
Falam do meu olhar provocante.
Elogiam minha beleza natural.
Sou bonita sem precisar ser magra.
Sou uma mulher da beleza real.
 
Meu corpo não me diferencia de ninguém.
Minha personalidade sim.
Eu tenho meu modo próprio de pensar.
O que me diferencia é o meu modo de agir.
 
Sou romântica, sou simples, sou mulher.
Posso ter curvas, gordurinhas.
Sou bela pelo que sou.
Sou feliz com minhas dobrinhas.
 
Sou fora do padrão.
Tenho meu modo de ser bonita.
Não ligo para o preconceito.
E assim sou feliz nessa vida.
By. Paulinha Pereira

Sertão.

sertao

Com as coisas da roça, é muito raro não se acostumar.
Silêncio profundo, que se quebra com pássaros a cantar.
Flores bonitas e borboletas a voar.
A beleza dos rios, a pureza do ar.
Comidas, que são bem diferentes com as da Cidade.
Pessoas que não se sabe nem a idade.
Pois muitos trabalham de sol a sol, arando o chão.
É dura a lida dos moradores desse sertão.
Trabalham duro mais tem orgulho de sua plantação.
E a todos que chegam recebem com amor no coração.
Leite de vaca tirado na hora podemos tomar.
Montar a cavalo e sair por ai a galopar.
Vendo paisagens e pela manha o sol ilumina o chão.
Em lugar nenhum existe um céu, como do sertão.
O céu estrelado que trás alegria em meu coração.
E o luar tão lindo que brilha na noite e me faz pensar.
Que por esse céu vale a pena nesse lugar está.
Como Deus é perfeito em tudo que aqui fez.
De glorias a ele por tudo isso cada dia pelo menos uma vez.
O fogão a lenha que cozinhamos a refeição.
A aguá que corre e cada criação desse sertão.
Agradeça a Deus de tudo seu coração.
No escuro da noite escuto grilos a cantar.
Vaga-lumes voando ilumina o escuro no ar.
E pela manha o que me acorda é o galo cantando.
E com isso tudo eu já estou me acostumando.
E com essa tranquilidade muitos na terá estão sonhando.
Pois correm muito, noite e dia na agitação.
Barulhos, buzinas, caros que correm na contra mão.
Querem ter paz mas não querem sair da agitação.
Eu era assim mais achei um lugar nesse sertão.

Esse amor...

Esse amor…

Esse amor...

O amor me faz incapaz de me sentir bem , sem estar perto do meu bem.
Me faz pensar,  que todos os nossos sonhos juntos vão dar certo.
Mesmo que o futuro seja incerto.
Nossa intimidade tem tanta intensidade.
Cada toque seu me contagia.
E cada palavra dita por você amor.
Parece a nota da mais linda melodia.
Obrigada meu príncipe por me amar.
Do seu lado pra sempre quero esta.

By. Paulinha Pereira.

Silêncio

silêncio

Silencio
?

O silêncio, é o grito de socorro.
O silêncio, é o anuncio do choro.
O silêncio, é o desespero da alma.
O silêncio, nem sempre trás calma.
No silêncio, é quando me pego a pensar.
No silêncio,minha vida esta.
No silêncio,onde mora asolidão.
No silêncio, é onde fico sem razão.
No silêncio,onde fico em desespero.
No silêncio,quero acabar com meus erros.
No silêncio,que machuca o coração.
No silêncio, tento resolver essa questão.
No silêncio, não acho solução.
E agora como fica o coração?
By. Paulinha Pereira

Lar

Lar.

Lar
Lar
Um lugar onde estamos juntos.
Onde podemos sorrir e chorar.
Nenhum lugar se compara.
Ao aconchego do lar.
Encontramos um abrigo.
Segurança sem igual.
La encontramos a família.
Com amor incondicional.
É onde descansamos o corpo.
Onde abrigo meu coração.
É onde reunimos o carinho da família.
É onde tenho inspiração.
E quando estamos longe.
Lar é onde queremos estar.
Podemos estar em vários lugares.
Mas nenhum se compara ao lar.
By. Paulinha Pereira