De onde eu vim.

074d3b38f32eef70a52888061586dee7 1952ba69c0ab8829642b755984305689 9203c7db559ffaef4490f23b79f6a7b3 e4ee148d1e9ef12e9d925f494350e2c7 f1e56c701b830f39dcb786220046c44c
De onde eu vim.

De onde vim não foi possível pegar atalhos.
Melhor ou pior sempre segui meu caminho.
Mesmo que a vida seja de mão dupla.
Muitas vezes plantei lagrimas e em troca recebi carinho.

Muitas vezes tive que voltar ao ponto de partida.
E nunca é errado recomeçar.
A vida é feita de cair e levantar.
O difícil mesmo é desistir antes de tentar.

By. Paulinha Pereira.

Anúncios

Por traz da lente.

411133c8f2933d7c26d7e780a4776ead 47f5abb0cb26a9a8a7c03cd80696358f b74a33b6ccca709302d5487837a134d5

Por traz da lente.

De quem será os olhos.
Que pelas lentes vêem a alma.
Que mesmo por traz do sorriso, vê a lagrima
E em meio às lagrimas vê esperança.

Muitas vezes capta a essência adormecida
As origens escondidas.
Que coleciona momentos.
Que registra em uma imagem o pensamento.

De quem será esses olhos?
Que inspiram histórias.
Que criam cenários.
E registram histórias.

São os olhos de quem fotógrafa.
Os que olham o mundo por de traz das lentes.
Pois se recordar é viver.
E fotografar é recordar.

By. Paulinha Pereira.